INTERPRETAÇÕES CURRICULARES DA GUERRA DE CANUDOS NOS LIVROS DIDÁTICOS E A LINGUAGEM CINEMATOGRÁFICA COMO ALTERNATIVA DE INTERVENÇÃO DIDÁTICA

Jean da Silva Santos, Anselmo Rocha Barreto de Souza

Resumo


Trata-se de uma breve abordagem sobre alguns importantes conceitos correlacionados à Geografia e àGeografia Escolar, são eles: currículo escolar, território, poder e sertão. Tais conceitos dialogam sobre questõesconcernentes às abordagens ideológicas que pairam a discussão dos movimentos sociais contestatórios no Brasil,em específico a Guerra de Canudos, e como estes são representados nos livros didáticos de História e Geografia. Eainda, discorre brevemente sobre a importância da estratégia didática-pedagógica de se utilizar películas fílmicasque retratam o conflito de Canudos como recursos audiovisuais nas aulas de História e Geografia. Tanto a discussãoconceitual, quanto as estratégias metodológicas suscitadas a serem utilizadas nos referidos componentescurriculares, corroboram com o claro objetivo de desideologizar os discursos que narram os acontecimentos sobreo movimento de Canudos nos livros didáticos e que, consequentemente, permeiam o imaginário social brasileiropor duas vias: a da criminalização do movimento, ou ainda sobre o caráter eminentemente religioso, cujas versõesexcluem o entendimento a partir da questão agrária brasileira de acesso à terra.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.